Domingo, 13 DE Junho 2010

Aproveito o balanço do excelente post do Nuno Tadeu para partilhar a minha preferência alemã em Mundiais.

É engraçado como o tempo passa e a vontade de contarmos a mesma história nunca desaparece e vai enriquecendo em ciclos de vida que nos vão envelhecendo mais depressa do que queríamos.

No fim dos anos 80 no Liceu de Benfica já toda a gente sabia que eu era o que torcia pela Alemanha já que eu levava vestida a camisola da mannschaft muitas vezes.

Mais tarde nos locais de trabalho por onde passei quando chegava o verão dos anos pares lá explicava porque torcia pelos Alemães.

Ao longo da vida vi sempre colegas e amigos torcerem pela Argentina, Brasil, Inglaterra ou Itália. Muito poucos encontrei que gostassem da Alemanha.

A minha vida ficou marcada pelo Mundial de 1982 em Espanha. Foi o primeiro torneio que acompanhei com atenção e foi aí que percebi que adorava ver futebol além do Benfica. Nesse ano já ia a todos os jogos na Luz e estava habituado a ver futebol e a um Benfica vencedor. O Mundial era um bónus para ver o futebol de outros países, ver jogadores que raramente podia ver, conhecer outros que só conhecia de jornais e revistas ou cadernetas.

Apaixonei-me pelo Brasil do Zico, Sócrates, Éder e Falcão. Sofri bastante na tarde em que a Itália afastou o Brasil porque senti que o futebol pode ser muito cruel. Continuei a seguir o torneio e sem Brasil os meus olhos brilhavam com o futebol de Littbarski, Rummenigge, Fischer, Breitner, Stielike, Hrubesch ou do grande guardião Schumacher.

Também gostei de ver os craques franceses e italianos e não esqueci a excelente Polónia de Boniek que assinou maravilhoso Hat trick contra a Bélgica. Mas o futebol alemão ficou-me na retina.

Depois seguiu-se o Euro'84 e delirei com a carreira de Portugal. Era a primeira vez que via a nossa Selecção numa fase final tão importante. Dois anos mais tarde em 1986 tive tempo para ficar desiludido com o circo de Saltillo. E foi com naturalidade que continuei a seguir o Mundial olhando só para os outros países.

Queria o sucesso do Brasil porque ainda não tinha esquecido os jogos de 1982. Mas o Marrocos-Portugal estragou tudo. Não achei piada nenhuma a ver os adeptos brasileiros no México a torcerem por Marrocos e a festejarem à grande a nossa segunda derrota! Nem o facto dos africanos serem treinados por um brasileiro me fez mudar de ideias. Senti ali uma traição.

Uns dias mais tarde vi o França-Brasil e quando vi Zico entrar e sacar um penalti que metade da equipa festejou como se tivesse sido um golo para depois o próprio Zico falhar pensei que a minha vida não era apoiar aquele futebol. Os franceses afastaram o Brasil nos penaltis e na minha preferência. Nessa altura já só tinha olhos para Maradona. Vi todos os jogos da Argentina e fiquei para sempre rendido a Diego Maradona.

No entanto nunca fiquei agarrado à selecção argentina. Adorava o Maradona e por isso gostava de ver a Argentina como gostava de ver o Barça ou o Nápoles, desde que Maradona estivesse lá.

 

Entre 1986 e 1988 a minha vida mudou muito, turbulências familiares que me fizeram ver a vida de outra maneira e conhecer pessoas mais velhas que me ajudavam a a crescer o necessário na altura. Uma dessas pessoas é um amigo de infância da minha mãe que ao saber da minha paixão pelo Benfica e por futebol aproximou-se e alimentou muita desta loucura. Contou-me histórias do seu benfiquismo e mostrou-me como era vivido o futebol na Alemanha onde ele vivia há 20 anos. Começou a trazer-me resumos gravados em VHS para eu conhecer a Bundesliga e alguns jogos da Alemanha. Passei a adorar o Hamburgo, cidade onde ele vivia, e alguns jogadores como o Klinsmann, na altura no Estugarda, ou o Matthaus, ou o grande Aughentaler.

O golpe final aconteceu no meu 15º aniversário quando ele me traz a novíssima camisola da Alemanha que tinha as cores da bandeira a atravessar o habitual branco. A camisola mais bonita que já vi em Mundiais chegou a Portugal uns meses antes de começar o Euro'88 que era jogado na Alemanha.

Quando começou o Euro'88 todos os meus colegas da Secundária de Benfica ficaram ruídos de inveja ao ver que eu já exibia aquela camisola há meses e que não se vendia por cá.

A Alemanha passou a ser a minha equipa mesmo porque , mais uma vez, em 1988 não houve apuramento português. O Euro'88 não correu muito bem porque a laranja mecância do Gullit levou tudo à frente mas a espera foi curta.

Em 1990 em Itália as camisola alemãs lá continuavam a espalhar encanto no Mundial com uma senhora equipa. Foi com euforia que festejei a carreira alemã e a vitória na final contra a Argentina. Revia-me tanto naquele futebol e naqueles jogadores. O trio interista Matthaus- Brehme - Klinsmann e todos os outros. Adoptei aquela selecção e o facto de ser sempre olhado de lado quando digo que torço por eles dá-me ainda mais gozo.

A partir daí compro quase sempre as camisolas alemãs e torço sempre por eles. Só no último Mundial é que fiquei triste quando Portugal caíu aos pés de Ballack e companhia.

Já não há Klinsmann mas houve sempre grandes jogadores na Alemanha que raramente deixaram mal quem os apoiou.

 

Com a evolução da Bundesliga e as naturalizações o futebol da selecção também se modificou e este ano apresenta uma mescla muito interessante de ser seguida. Há consagrados no meio de miúdos que o mundo nem conhece.

 

Hoje entra em campo a Alemanha e tal como acontece sempre desde 1988 eu vou torcer por eles. Tudo por causa do amigo Pedro Macedo a quem deixo aqui um forte abraço.

publicado por J.G. às 03:21
tags:
Já somos 2!
SupermanTorras a 13 de Junho de 2010 às 08:30
Agora a sério :-o

Já somos 2!

e que belo começo!
J.G. a 13 de Junho de 2010 às 23:06
boas, jg eu também gosto do futebol alemão e revejo-me em muita coisa aqui. a camisola é mesmo linda. :)
rossoneri a 13 de Junho de 2010 às 13:13
sim. gostava de a reencontrar
J.G. a 13 de Junho de 2010 às 23:06
excelente texto JG
devias partilhar no red pass.
paulo costa a 13 de Junho de 2010 às 14:28
obrigado já lá está
J.G. a 13 de Junho de 2010 às 23:07
Por acaso tive alguns colegas de escola que torciam pela Alemanha, mas actualmente rareiam. Como tu já sabes, odeio a Alemanha. :) É verdade que, por questões políticas e geográficas, os rivais da Argentina são Brasil, Uruguai e Inglaterra, mas apanhei, nos meus dois primeiros Mundiais, a Alemanha a defrontar a alvi-celeste nas finais e isso explica muita coisa. Mesmo que o Kopke, o Schuster, o Littbarski, o Klinsmann, o Hassler, o Moeller, o Sammer, sejam alguns dos meus jogadores preferidos de sempre. Depois, apesar de não ter grande simpatia pelo Milão, era um fã assumido da Holanda de Gullit e Van Basten e o trio interista que referiste alimentava uma interessante rivalidade som o trio holandês. Por isso, olha, que percam sempre! :)
N.T. a 13 de Junho de 2010 às 15:02
Pois, eu partilho a linha de pensamento do Tadeu. Entendo a forma como essa paixão pela Alemanha foi sendo construída e respeito muito a história futebolística do país. Admiro o futebol e aquela força mental titânica. Mas, foi a Argentina de Maradona que me tocou o coração e essas lembranças ficaram para sempre.
Belo texto!
stadium a 13 de Junho de 2010 às 15:07
obrigado, ricardo
J.G. a 13 de Junho de 2010 às 23:08
só por isto:
"o Kopke, o Schuster, o Littbarski, o Klinsmann, o Hassler, o Moeller, o Sammer, sejam alguns dos meus jogadores preferidos de sempre. "
dedico.te os 4.0
J.G. a 13 de Junho de 2010 às 23:08
Provocações a esta hora?
Queres fight? :)
N.T. a 13 de Junho de 2010 às 23:13
eu também sou fã da selecção alemã, mas para mim a camisola mais bonita é a do equipamento alternativo, a verde!

abraço
aquaporina a 14 de Junho de 2010 às 18:56

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
fantasy league jabulani
fantasy league jabulani (clica na imagem)

Jabulani Fantasy League

Código - 361892-84570

arquivos
2010
pesquisar neste blog
 
Jabulani Blog

Divulga também a tua página
últ. comentários
o craque do jogo foi o cavani
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Agora que o Mundial de futebol terminou, importa r...
Não sendo propriamente um criativo de futebol, que...
Sr. Gonçalo Sousa, você não foi para aqui chamado....
Se vais pelo número de jogos não podes por o Coent...
Isto é incrível.Qualquer merda hoje em dia tem um ...
Calça meia grossa, Ribeiro
Posts mais comentados
blogs SAPO