Quarta-feira, 23 DE Junho 2010

Football Fans Know Better

Na presente competição, a Alemanha já provocou sensações distintas: da vitória (do céu) fácil e vibrante sobre a Austrália, até à derrota (ao inferno) algo surpreendente frente à Sérvia. Para o jogo decisivo perante o Gana, adversário de respeito e líder do grupo D com 4 pontos, a dúvida coloca-se: que Alemanha teremos a oportunidade de observar? Estou em crer que estaremos diante de uma equipa autoritária e potente, embora com uma tarefa que se afigura complicada: exige-se que as habituais virtudes germânicas, máxima frieza e concentração, aliadas a um futebol mais latinizado, estejam a um nível apurado. À partida, essa face dominadora mais visível será suficiente para o objectivo chamado oitavos-de-final.

Estruturada em 4x2x3x1, Joaquim Low adoptou novos atributos associados a um futebol mais elaborado do ponto de vista técnico, porém sem descaracterizar a matriz habitual da Alemanha. Mantendo-se fiel à identidade futebolística de selecções antecessoras, o seleccionador tem conseguido esculpir um novo conceito futebolístico, assente em valores emergentes com uma abordagem ao jogo mais criativa. Refiro-me, obviamente, aos jovens talentos Mezut Ozil e Thomas Muller que, mesclados com jogadores mais experientes, dão um toque extra de rebeldia a um colectivo que sempre se regozijou por características mais disciplinadas, mas igualmente louváveis. Vale a pena desenvolver alguns pontos fundamentais que espelham a nova concepção da “Mannschaft”.

1. Entrosamento

Não me canso de enaltecer este aspecto: transferir sinergias dos clubes (princípios de jogo adquiridos) para a selecção contribui positivamente para o aumento da qualidade exibicional. No actual onze-base, normalmente titular, este registo de entrosamento encontra eco em vários jogadores do Bayern de Munique: Lahm, Badstuber, Schweinsteiger, Podolski e Klose, ou Mario Gómez. À primeira vista pode não parecer importante, mas em determinadas situações de jogo (passe – recepção – desmarcação) são detalhes que podem fazer a diferença. Curiosidade final: sabiam que os 23 seleccionáveis actuam todos na Alemanha? Em iguais circunstâncias, julgo que só a Itália.

2. Juventude

Em certa altura, principalmente após a conquista do mundial em 1990, a “Mannschaft” foi criticada por ser uma selecção envelhecida, com evidentes dificuldades de recrutamento (leia-se rejuvenescimento) de novos talentos emergentes. No presente, esta aposta tem dado os seus frutos, numa interessante mescla com alguma experiência, como se prova através do bom desempenho do Bayern de Munique na época que findou. Olhemos a alguns números (idade) relativos à equipa principal: Neuer (24), Lahm (26), Friedrich (30), Mertesacker (25), Badstuber (21), Khedira (23), Schweinsteiger (25), Muller (20), Ozil (21), Podolski (24) e Klose (31). A média de idades é bastante simpática: 24,5 anos. Por sua vez, se trocarmos Klose (castigado) por Mario Gómez (24), então a média ainda desce para 23,9 anos. A juventude, e sede de vencer, representam uma marca deste selecção.

3. Talento

Voltemos ao ponto de partida. O futebol alemão (de selecções) sempre teve uma imagem de marca: a de uma equipa no relvado profundamente cerebral, concentrada, eficiente, objectiva, organizada e rigorosa. Os adjectivos são vastos. A versão 2010 não perdeu, necessariamente, nenhuma destas características, mas acrescentou outras de elevada capacidade. Principais responsáveis: Muller e Ozil, os magos germânicos. Ainda muito jovens, pertencentes à nova fornada alemã, apesar de serem diferentes na tendência de jogo, ambos partilham de mais-valias associadas a aptidões como engenho, habilidade, imaginação e vocação ofensiva. Liberdade criativa em movimento.

Em suma, a ‘máquina’ alemã mantém-se robusta, porém guarnecida com modernos conceitos de jogos apoiados numa concepção futebolística mais atractiva: um ‘gadget’ de última geração, personificado na “Mannschaft” de Low.

publicado por stadium às 11:46
Caro catenaccio,

Pela forma elogiosa com que escreveste sobre a Alemanha, advinho que sejas um fan deles, não é?

Olha, eu já estou um pouco mais céptico com esta Alemanha sobretudo pela sua juventude. Em termos do onze titular com que têm actuado não vejo grandes problemas com a juventude, pois o Low soube muito bem misturar em posições estratégicas jogadores com mais experiência.

Por exemplo, a presença de Klose no onze titular, ainda por cima como ponta-de-lança, faz com que a dinâmica de Podolski (mais maduro), e sobretudo de Müller e Oezil (que têm tendência para exagerar de vez em quanto nas decisões), seja a pretendida.

Com Gomez, tenho certa receio que não procurará transmitir as mesmas dinâmicas, por ser um jogador diferente na maneira de jogar e depois por não ter a experiência de Klose.

Depois, há o Gana que está com as ganas todas. Tem um estilo de jogo adequado aos seus atletas, vai entrar no jogo na espectativa, o que lhe permitirá jogar em contra-ataque como tanto gosta. Por outro lado, o sérvio dotou a equipa de um espírito mais alerto às manhas europeias.

Mas, vamos ver...
PP a 23 de Junho de 2010 às 12:48
Das melhores selecções deste Mundial, mesmo depois da derrota frente à Servia.
Não vai ser fácil contra o Gana, a quem basta um empate.
João Bizarro a 23 de Junho de 2010 às 13:49
PP,

Não aprecio, especialmente, a Alemanha enquanto selecção. As minhas preferências vão para 1. Argentina e 2. Itália, como expliquei neste post.

Agora, uma coisa é certa: admiro esta (nova) concepção de jogo alemã, suportada na tal mescla que falaste entre experiência e juventude, organização e liberdade criativa.

A 'matéria-prima' existente é de qualidade e o projecto futebolístico de Low assenta em predicados (imaginação, talento, entre outros) que os amantes do futebol apreciam. O espectáculo (ofensivo) é garantido. Espero que passem...
stadium a 23 de Junho de 2010 às 16:30

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
fantasy league jabulani
fantasy league jabulani (clica na imagem)

Jabulani Fantasy League

Código - 361892-84570

arquivos
2010
pesquisar neste blog
 
Jabulani Blog

Divulga também a tua página
últ. comentários
o craque do jogo foi o cavani
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Agora que o Mundial de futebol terminou, importa r...
Não sendo propriamente um criativo de futebol, que...
Sr. Gonçalo Sousa, você não foi para aqui chamado....
Se vais pelo número de jogos não podes por o Coent...
Isto é incrível.Qualquer merda hoje em dia tem um ...
Calça meia grossa, Ribeiro
Posts mais comentados
blogs SAPO