Domingo, 27 DE Junho 2010

Chegar ao século XXI, numa das mais importantes competições do mundo e ainda ter de assistir a golos não validados desta forma, não faz sentido absolutamente nenhum. Desde já aviso que não há "nada" a apontar à vitória dos Alemães (da forma como decorreu o jogo) que foi justa, foram a melhor equipa, mas o golo Inglês não foi o reduzir para 3-1 ou 4-1. O golo inglês foi o empate numa altura crucial em que os Ingleses estavam motivados e conseguiam empatar uma partida que a partir daquele momento poderia cair para qualquer lado, sendo que o mais certo seria cair para o lado alemão. Não quero discutir qualidade das equipas, a Selecção Alemã é melhor que a Inglesa, ponto final.

Blatter adora isto, Platini também, o mundial fica manchado de uma forma completamente desnecessária porque existem variadíssimos métodos que poderiam ser implementados para evitar este tipo de situações. Não sou a favor da "robotização" total da arbitragem, mas está claro que não validar um golo que entrou por mais de 1 metro não deveria acontecer num mundial de futebol. É pena que estes senhores que pensam ser os reis da sabedoria não aprendam com os americanos, que ainda este ano nas finais das suas mais importantes competições (NBA, NHL e NFL) utilizaram ainda mais tecnologia para evitar absurdos de arbitragem.

"All the managers and the stars of football are calling for it. Not everyone can be wrong, can they?", diz Shearer, "In the modern world we've got technology, let's use it.", Harry Redknapp, "Where is the technology? Instead we are talking about goal or no goal.", diz Capello.

p.s. entretanto, mais um jogo mais um erro escândaloso, primeiro golo da Argentina contra o México!

publicado por Pedro Varela às 18:50
Concordo contigo Pedro. A Alemanha fez por merecer, mas não precisava ter um golo como esse anulado para ganhar. O árbitro uruguaio não precisava da tecnologia mais recente, um par de óculos já lhe seria suficiente. Alemanha, Agentina, Brasil e Portugal possuem ótimas equipas, com possibilidades de levantar o título.
Jay a 27 de Junho de 2010 às 19:32
Para ajudar o golo em fora de jogo da Argentina. Estamos numa competição deste nível e assistirmos a erros destes é inaceitável. A vitória da Alemanha é justa, a validação do golo poderia não ter mudado nada mas não deixa de ser inadmissível.
cristina
Cristina a 27 de Junho de 2010 às 20:01
Assim é que o futebol, o futebol original!!! "No futebol não há justiça nos vencedores quer nos derrotados", gostavas que um jogo de futebol demora-se mais para parar e ver as imagens???!!Pois era bom para o jogo mas mau para os espectadores que fartavam-se, pois o jogo iria parar sucessivamente para analisar as imagens, eu pessoalmente acho que não devia haver 5 arbitros, pois não têm vantagens.
Anónimo a 27 de Junho de 2010 às 22:00
Isso é uma falsa questão, se eles analisassem em tempo real, como acontece em outros desportos, no lance de hoje da alemanha-inglaterra, o árbitro consultava por comunicação sem fios como já faz e demorava uns....15 segundos!
Podiam começar por analisar só os lances de golo que entram ou não....era um princípio.
Pedro Varela a 27 de Junho de 2010 às 22:02
O segundo erro parece-me mais grave que o primeiro (a bola bateu cerca de meio metro para lá da linha, também não é preciso exagerar), porque a maior parte das pessoas só teve certeza quanto ao golo do Lampard nas repetições. No entanto, é o único que me parece solucionável pela tecnologia, através de sensores e nunca por via da interrupção para análise de imagens. Já o fora de jogo é evidente em imagem corrida, um erro grosseiro do auxiliar.
Ainda assim, nenhum destes erros terá sido o mais grave deste Mundial. Na minha opinião esse é o golo do Luis Fabiano, mas não se fez metade do barulho.
N.T. a 27 de Junho de 2010 às 22:10
"Já o fora de jogo é evidente em imagem corrida, um erro grosseiro do auxiliar."

Mas aqui, na questão do fora de jogo, não dá para resolver. Podem continuar a falar de imagens à vontade, eu continuarei a dizer o mesmo: os ângulos nem sempre serão os correctos; as repetições não são imediatas; transportar-se-á o poder da decisão do árbitro para o realizador da transmissão. Portanto parece-me impossível recorrer às tecnologias sem alterar os fundamentos do futebol.
N.T. a 27 de Junho de 2010 às 22:13
Até o Ténis! Talvez o desporto, em termos de legislação, mais conservador de sempre, onde existem imensas forças de bloqueio à minima alteração já admitiu a tecnologia na virtude do Olho de Falcão nos Grand Slam's.
Neste caso, nem era preciso olho de falcão. A câmara que denunciou a bola bem dentro da baliza, à disponibilidade do 4ª árbitro e voilá.

A FIFA não muda, não altera como se estivesse reféns do Internacional Board, falando em bloqueios, esses barões receosos de perder poder neste jogo da bola, temerosos de verem a arbitragem exposta a erros e assim desmanchada. É uma questão de poder. De o querer enfrentar. Só.
joe a 27 de Junho de 2010 às 22:21
Grupo no FB "Sou a FAVOR das novas tecnologias no FUTEBOL!" Adiram e convidem amigos! http://bit.ly/bN2VD4
CatraBiNAS a 27 de Junho de 2010 às 22:28
Se pensarem na percentagem de golos deste tipo que acontecem em todo o futebol percebem que é uma parvoice implementar um sistema deste tipo. Até porque não dá qualquer garantia para que haja melhores arbitragens.
Os erros de arbitragem fazem parte do futebol.

Se repararem nos jogos que aconteceram até agora no mundial. O único erro de arbitragem que pode ter tido alguma influência no resultado é talvez a expulsão do Klose contra a Sérvia. E no final foi indiferente porque a Alemanha seguiu em frente em primeiro lugar.

Deixem-se de queixinhas. Ganhou a melhor equipa e acho que se houvesse mais 10 jogos entre esta Alemanha e esta Inglaterra seriam mais 10 vitórias da Alemanha. Isto vindo de quem detesta a Alemanha e é até capaz de festejar quando ela perde.

É de longe a melhor equipa do campeonato.
João Rafael a 27 de Junho de 2010 às 22:33
Varela,

Não compares a NBA, a NFL e a NHL, assim como a Liga do Hóquei no Gelo, ou até mesmo o Rugby com o futebol!

Todos esses desportos têm uma grande diferença que no futebol não existe, ou seja, "time-outs". Aliás, na maioria desses jogos, são os "time-outs" que funcionam para planear jogadas.

Isso faz com que a arbitragem possa ter um tempo de processamento mais lento e dar-se ao luxo de fazer correcções.

No futebol não há esse tempo e se tentassem fazer o mesmo seria a morte do futebol. Começariamos a ver cada vez mais golos de livres directos e indirectos, mas futebol nada!

Seria uma vitória para as equipas físicas e não tanto técnicas. Às tantas, seria quase rugby, mas na qual não poderias usar as mãos, apenas os pés.

Depois, a questão das tecnologias, não é prático. Primeiro quem finacia todo o equipamento, infraestrutura e pessoal para analisar os jogos?
Segundo, como conseguirias aos clubes das distritais terem o mesmo nível de "verdade desportiva" que o futebol dito profissional?
Terceiro, quem é que iria acreditar realizadores, operadores de câmara e senhores que decidiriam os lances?
Quarto, quem me garante que o realizador ou o operador de câmara apanhará sempre o momento que queremos analisar no ângulo que queremos?

Enfim, seria aumentar o risco devido a erro humano, pois de 3 a 4 pessoas que podem ajuizar mal, passariamos a ter 7, 8, 10, 20,... pessoas... depois haveria o problema de quem é que seria o suberano na decisão final... enfim... muita parra para um simples jogo de futebol, que se quer rápido e eficaz.

Para mim, a melhor ideia é claramente a introdução dos árbitros por detrás da baliza, como ocorreu na Liga Europa.

Não só evitaria este erro em particular, como também evitaria o erro no golo da argentina, como evitaria no golo anulado dos americanos frente à Eslovénia, ou o penaltie dos italianos frente à nova zelândia, etc...

O problema no futebol é que tanto treinadores como jogadores continuam a pensar na tal jogada, quando o jogo continua. Esse é o teste psicológico/mental que o desporto tem para com os verdadeiros campeões.
PP a 28 de Junho de 2010 às 00:57
Comparar com os que têm...não disse os mesmos moldes. Devíamos utilizar. Simples.

O resto é divagar sobre o que não disse.

Pedro Varela a 28 de Junho de 2010 às 07:28
Boas Varela,

Não sei se a resposta era dirigida a mim, mas como utilizei o termo "comprares", respondo o porquê de tê-lo escrito:

« É pena que estes senhores que pensam ser os reis da sabedoria não aprendam com os americanos, que ainda este ano nas finais das suas mais importantes competições (NBA, NHL e NFL) utilizaram ainda mais tecnologia para evitar absurdos de arbitragem.»

Se calhar o termo mais correcto não é comparar, mas quando se faz referência a estes desportos para aplicar tecnologias no futebol, no fundo acaba-se por comparar, pois se "aqueles podem usar, porque é que neste não se faz o mesmo"?

Escrito isto, passo ao:

«O resto é divagar sobre o que não disse.»

Ninguém disse que o disseste. E aquilo que chamas divagar, eu chamo colocar questões sobre as vantagens concretas que tais tecnologias poderiam trazer. Mais, coloco a questão financeira em questão, porque isso irá reflectir nos preços dos bilhetes. Coloco a questão dos tempos mortos, pois se existe factor porque o futebol é um desporto bonito é porque ele tem menos paragens que outros desportos. Penso que é importante pensarmos no e se as tecnologias fossem possíveis, o que aconteceria. Foi um pouco isso que escrevi.

E, por fim, até acabo por dar uma solução que acaba por ser um compromisso, que quanto a mim será eficaz depois do período de adaptação, que é a utilização de mais dois árbitros, isto para a questão arbitral.

Mas, não é só a arbitragem que deve mudar! Os comportamentos e mentalidades dos treinadores e jogadores também deve! Estes deveriam ser os primeiros a ajudar o árbitro, mantendo um clima de "fair-play" que não existe.

Pode existir agressividade, confronto físico, tudo dentro do desportivismo, mas as sacanices, as chico-espertíces, são hoje em dia uma constante.

Termino, convidando-te a assistires um encontro do mundial de 1966 em que as equipas não podiam fazer substituições, para reparares no número de faltas que faziam por jogo e o ritmo com que era disputado. Depois diz-me em quais dos futebois te revês mais. Se naquele tempo, ou neste.

Aliás, o desafio que te lancei, lanço a todos os outros do blog.

PP a 28 de Junho de 2010 às 14:33

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
fantasy league jabulani
fantasy league jabulani (clica na imagem)

Jabulani Fantasy League

Código - 361892-84570

arquivos
2010
pesquisar neste blog
 
Jabulani Blog

Divulga também a tua página
últ. comentários
o craque do jogo foi o cavani
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Agora que o Mundial de futebol terminou, importa r...
Não sendo propriamente um criativo de futebol, que...
Sr. Gonçalo Sousa, você não foi para aqui chamado....
Se vais pelo número de jogos não podes por o Coent...
Isto é incrível.Qualquer merda hoje em dia tem um ...
Calça meia grossa, Ribeiro
Posts mais comentados
blogs SAPO