Terça-feira, 29 DE Junho 2010

Simplesmente ridículo. Não merecíamos mais, regressamos a casa tal como previsto após passar uma fase de grupos acessível. O jogo de hoje foi perdido por Carlos Queirós, e faz-me lembrar um certo desastre em Portugal, em Lisboa quando numa substituição tudo se precipitou. O 11 de Portugal, apesar de previsível, mostra algum respeito pela Espanha, campeões europeus, mas vê CQ lançar uma equipa com medo e sem ambição dentro de campo. Portugal entrou com algumas dificuldades, recompôs-se, alterou a forma de jogar, melhorou, criou algumas situações de perigo, mas quase sempre em lances fortuitos e o caldo é entornado na segunda parte, na primeira substituição.

Claro que agora é fácil criticar e chamar de tudo ao CCQ (cagão Carlos Queirós), mas faz-me alguma confusão jogar com um central na direita, para manter a coesão defensiva. Um Pepe faltoso mas sem garra de outros tempos, previsível, e um Hugo Almeida que teve a melhor situação de ataque no joelho de Puyol. Então para que levamos Paulo Ferreira e Miguel para África? Para experimentar os quartos do hotel? Que confiança é lançada dentro de equipa quando um central ocupa essa posição?

Quando a estatística mostrava de tempos em tempos a posse de bola, pensava cá para os meus botões ao ver 35 a 39% para Portugal, que com aqueles valores só um homem à face da terra consegue dar espectáculo e ainda vencer. Não é tão bronzeado como o CCQ, mas usa uma capa à Errol Flynn muito porreira, e percebe de bola!

E Ronaldo? Quem me conhece sabe que por razões diversas eu sou um defensor de CR7. Mas chegou a altura de Ronaldo recolher, pensar sobre como deve ser a sua atitude com a camisola da Selecção, calar-se, não pensar que tem de ser o Eusébio e marcar 9 golos, ou Figo e marcar o golo decisivo contra a Inglaterra. Tem de ser o próprio a perceber que a sua imagem desgastou-se e que nesta altura é preciso repensar a sua identidade dentro da selecção. E pensar. E acalmar. E preparar para voltar em força. Passou ao lado do mundial, como passou Rooney, Torres, Henry, entre outros. Uma desilusão!

Mas volto a CCQ e pergunto se havia dúvidas que Liedson deveria ser titular? E o Simão? Que a única coisa que foi à África fazer foi aumentar a sua conta bancária em mais uma alusão ao cheeseburger. E Danny? Sinceramente, o rapaz não tem culpa, agora CCQ não percebeu o que Del Bosque imaginou que se iria passar e conseguiu.

Portugal perde o jogo, primeiro porque jogou pior, mas acredito que com a boa prestação dos centrais e com um Super Eduardo, era um dos meus medos para este mundial e que grande exibição fez, era possível ter alguma sorte. Segundo, o momento em que CCQ retira Hugo Almeida, a referência no ataque e coloca Danny, pelo contrário Del Bosque coloca Llorente, o jogador que mais cabeceou na Liga Espanhola retirando quem realmente nada estava a fazer, Torres. Portugal perde profundidade num momento crucial da partida. O golo espanhol demorou pouco a chegar e pelo caminho valeu Eduardo por 2 vezes.

Liedson demorou 10 minutos a entrar, CCQ demorou a processar a informação para alterar rapidamente o figurino da selecção e quando o fez, já era muito tarde. Claro que em pancadaria vencemos, não percebo qual a intenção de Ricardo Costa. Um vermelho e consequente perda de tempo de jogo. A Selecção abandona o Mundial sem atingir os mínimos exigíveis. Aguardo com alguma curiosidade o que se irá passar nos próximos dias. Eu trocava o Madaíl pelo CCQ, dava um bom presidente da FPF e aquele ar de engatatão fazia sucesso nos sorteios em Nyon, e contratávamos um treinador. Um treinador mesmo!

Homem do jogoDavid VILLA

publicado por Pedro Varela às 21:49
Análise detalhada mais logo, mas para já digo que é muito injusto o que dizes do Simão.
N.T. a 29 de Junho de 2010 às 22:22
Não me parece, aliás não é de agora que o Simão nunca teve na selecção rendimentos como tinha nos clubes.
O Simão, sendo figura secundária na selecção, nunca poderia ter o rendimento que tinha no Benfica, onde era a figura principal. De qualquer forma, este Simão não é muito diferente do Simão do Atletico.
Mas não és injusto pela análise de rendimento (embora não ache que tenha estado assim tão mal). Parecias insinuar que foi lá fazer um frete, daí o meu comentário.
Eu não gostei do Simão na fase final de construção, mas, para variar, cumpriu tacticamente, defendeu bem, deu equilíbrio e espaços para passar a bola. Repara que o Coentrão acabou assim que o Simão passou para a direita.
Vou jantar, depois comento o jogo. Até já. ;)
N.T. a 29 de Junho de 2010 às 22:29
Não escondo que me irritou aquele festejo de golo contra a coreia alusivo à publicidade, porque só se preocupam com dinheiro na selecção, ainda se fosse no clube...mas tudo bem. a discussão não é simão.
Concordo consigo. Acho que Simao nao tem consequencia ou influencia no futebol da seleccao contra equipas de nivel alto. Quando muito a 10 na presenca de Nani. Sera um dos jogadores susceptiveis a perder o comboio numa desejada renovacao do meio campo para a frente na seleccao.
MS a 30 de Junho de 2010 às 01:00
E o sr . milhões o que fez na selecção?sim o cr7 ...
Mira a 30 de Junho de 2010 às 01:20
Abre os olhos e vê que o que não merece estar onde está é o CR.
T.Q. a 30 de Junho de 2010 às 09:40
Isto é como na guerra, quando temos um General indeciso e com medo de arriscar jamais ganharemos alguma batalha.
Hugo a 30 de Junho de 2010 às 11:01
Há alturas em que se culpa o treinador pelos maus resultados de uma equipa, mas sem razão, mas neste caso a culpa do afastamento precoce da selecção portuguesa deve-se muito ao Professor Carlos Queirós.

Tudo parecia estar bem encaminhado, apesar de algum cepticismo por parte de alguns portugueses, mas no fundo todos nos tínhamos aquele sonho e o desejo de ver a nossa selecção erguer o tão desejado troféu.

Eis que começaram os problemas, tudo começou com o caso Nani, mesmo antes da estreia na competição, um jogador importantíssimo para a nossa selecção e que estava num excelente momento de forma foi afastado de uma maneira no mínimo estranha, o que veio criar polémica e o jogador que o foi substituir também foi motivo de contestação.

Chega o primeiro jogo e com ele veio o caso Deco, que reclama e com razão por ter sido posto a jogar na direita, quando toda a gente sabe que a posição dele é médio centro, e depois do Deco sair, Raul Meireles passa a jogar nessa mesma posição, discutível, mas ele foi dando conta do recado, num jogo em que a Costa do Marfim tem mostrado um jogo físico poderoso e ocupação de espaços muito mais eficaz do que a estratégia definida pelo nosso seleccionador, que logo ai mostrou que ia dar que falar com algumas das suas opções. Mostrou também medo de arriscar (mas aceitável até certo ponto, pois era o primeiro jogo) e medo do adversário (prova disso foi quando pôs 3 centrais a aquecer quando Didier Drogba se preparava para entrar em campo), num jogo em que a dimensão física era muita, chamava-se Hugo Almeida ao jogo, mas o treinador preferiu manter Liedson até ao fim algo que não deu frutos.

Jogo com a Coreia, um jogo em que tudo correu bem, mas a que lembrar que foi contra um adversário fraco e que se mostrou desmotivado e perdido em campo na segunda parte, mas claro sem tirar o mérito a equipa portuguesa.
Eis que chegou o jogo do Brasil, um jogo em que supostamente devia-se ter feito um pouco mais para ganhar, e ficar em primeiro do grupo, para ter um percurso um pouco mais “tranquilo” rumo a final, mas mais uma vez os rapazes de Queirós foram claramente jogar para o empate e acabaram por conseguir esse mesmo “objectivo”. Mais uma vez um jogo com decisões do treinador algo discutíveis, tais como a utilização de Pepe, um jogador quem vem de uma lesão e que está sem ritmo competitivo e em baixo de forma em relação aos demais, Duda, um jogador claramente com um futebol abaixo dos seus restantes colegas e numa posição algo estranha para ele, e a utilização de C.Ronaldo na posição de ponta de lança, situação já anteriormente usada mas que não deu frutos, mas o treinador insistiu nessa situação, tento dois pontas de lança de raiz no banco que não sendo nenhuns prodígios técnicos, sempre seriam uma melhor opção, dando assim espaço para o Ronaldo crescer na posição que melhor ele desempenha, a de extremo. Mas conseguimos não perder e passar a fase de grupos, o que para muitos era inadmissível se não acontece-se mas que muitos outros também não acreditavam que fosse possível antes do inicio do mundial.

Até que chegou o jogo com os vizinhos Espanhóis, um jogo em que a partida o adversário partia em vantagem não só por ser o campeão da Europa em titulo, mas também pela quantidade de grandes nomes do futebol que constituíam a equipa espanhola, coisas que são postas de parte quando a bola começa a rolar, porque são meros dados estatísticos. Mas não se veio a verificar porque a Espanha entrou forte no jogo, mas valeu-nos o guardião Eduardo que foi um dos melhores desta selecção neste Mundial. Mas mais uma vez a contestação ao treinador voltou neste jogo em torno das suas escolhas. Pepe, em baixo de forma e que muitas vezes recorria a falta por não ter ritmo para acompanhar os jogadores adversários, sujeito a prejudicar a equipa com a sua eventual expulsão (coisa que também aconteceu no jogo com o Brasil), voltou a jogar de inicio e Carlos Queirós voltou a “Matar” o futebol de C.Ronaldo colocando-o a jogar na posição numero 9. Eis que sofremos o golo e a equipa que até a altura tinha o jogo equilibrado, ficou desorientada em sem ideias e com dificuldades em chegar à baliza adversaria, até que o nosso Seleccionador decidiu tirar Hugo Almeida de campo que estava a jogar bem (alegando que ele estava esgotado,
jorge a 30 de Junho de 2010 às 16:42
http://www.facebook.com/?ref=home#!/notes/jorge-reis/desilusao-portuguesa-na-africa-do-sul/109278519121101

esta o texto completo ja que aqui ficou cortado.

cumprimentos
jorge a 30 de Junho de 2010 às 16:44
Pedro, a expulsão do Ricardo Costa foi injusta e não me pareceu que estivessemos tão mal, podiamos ter marcado primeiro.
A substituições correram mal, mas acho que se Portugal tivesse um pouco mais de sorte estava-se a dizer outras coisas do Queiroz...
Cesar Laia a 29 de Junho de 2010 às 22:34
César,

há uma repetição que mostra o Ricardo Costa a dar com o cotovelo no espanhol, claro que pode ser teatro, mas não me pareceu nada. De qualquer forma, o movimento que ele faz, o Ricardo, era desnecessário e dá a sensação de cabeça perdida.
Claro que a expulsão do Ricardo Costa não alterou nada do jogo. Portanto não conta sequer na análise.
João Rafael a 29 de Junho de 2010 às 23:17
Espanha tem uma posse de bola de excelência e mecanismos de ataque muito bem estruturados. Villa está a fazer um mundial fantástico.
Portugal defendeu bem mas não consegui ganhar a "segunda bola" e isso minimiza muito o nosso jogo e potencia o jogo espanhol.
não houve capacidade de finalização. faltou Ronaldo (algumas das vezes em que foi egoísta não tinha outra escolha). faltaram mais apoios nas transições (Simão muito abaixo do esperado).
faltou Nani.
faltou seleccionador capaz de estruturar substituições.
faltou assinalar fora-de-jogo no golo espanhol.

PS: a expulsão é ridícula.
FDV a 29 de Junho de 2010 às 22:47
O erro maior do Carlos Queiroz foi ter jogado para o empate contra o Brasil. Era ali que podiamos evitar o campeonato complicado.
Assim, saiu-nos a campeã da europa e perdemos naturalmente. Não daria para muito mais.
Mas julgo que Portugal até fez um bom jogo. Tivemos várias ocasiões para marcar e algum azar. Senti a Espanha a tremer.
Depois do golo da Espanha nunca mais tivemos hipóteses. O jogo deles passou a ser muito mais simples de controlar até porque já sentiamos o cansaço.

Também acho injusto a tua insinuação sobre o Simão, ele fez o gesto do hamburger porque os filhos lhe pediram para o fazer.

E oh Varela, não era o chip que nos safava!
João Rafael a 29 de Junho de 2010 às 23:15
Fez o gesto para os filhos? LOOOL

O chip? Não sou a favor do chip nos foras de jogo, apenas em lances capitais como os golos que entram e não validados. Esses principalmente, depois os foras de jogo já mete outras questões de atraso no jogo corrido e por aí fora.
Pedro Varela a 29 de Junho de 2010 às 23:22
Varela, há 3 coisas no 11 que poderiam ter sido alteradas. Ou 2. Mas Ricardo Costa já tinha sido testado contra o Brasil e até tem rotina como lateral. Era esperado como dizes. Acabou por fazer um péssimo jogo (e foi bem expulso sim senhor), mas eu não consigo dizer que os de raiz, dada a sua forma, fizessem melhor. O Almeida, continuarei a repetir, o que o Almeida faz também o Liedson faria e melhor. De qualquer forma não esteve mal. E se o jogo foi dando razão ao Prof. Donuts, o Prof. Donuts fez questão de destruir tudo.
O que não entendo mesmo é Pepe! Literalmente à nora durante grande parte do jogo, sem ritmo, sem noção de posicionamento e com dificuldade para trocar a bola com os colegas. O Meireles ressentiu-se muito da ausência do Pedro Mendes. Antes do jogo diria Pedro Mendes. Agora digo Miguel Veloso. Vimos, sempre que Portugal conseguia recuperar bolas a meio-campo, pouco espaço para sair. Pediam-se toques curtos, tabelas, jogo de primeira para tentar sair para o espaço vazio. Tiago fê-lo, Meireles também tentou, até Simão quando fechava ao meio. Pepe não, não está capacitado para isso. O Miguel Veloso concilia capacidade física, técnica e posicionamento. Mas isto de falar depois é fácil. De qualquer forma, Pepe foi 'O' óbvio erro de casting. (e poderíamos usar Pepe,ou o Drogba, ou o Robben, para voltar a falar de Nani...)
O irónico é que a estratégia até resultou (mesmo jogando com 10). Sabes, porque há muito que vamos falando da selecção, que a minha opinião é simples: não temos um grupo de jogadores tão bom quanto se diz (ou seja, um grupo de topo). Já não tínhamos nos últimos dois anos de Scolari, pior agora. Por este motivo compreendo alguma cautela defensiva contra quem considero ser a melhor selecção europeia. O grande problema é que as principais armas de contra-ataque não surgiram. Simão, que esteve bem noutros aspectos, errou passes em demasia. Ronaldo simplesmente não esteve lá. Não esteve hoje, como não esteve noutros jogos. E isto assume um problema gravíssimo porque a selecção, desde os últimos tempos de Scolari, joga única e exclusivamente para o Ronaldo. Ronaldo esse que tem carta branca para fazer o que quer e disparar de todo o lado. (e revela-nos até a total ausência de treino de bolas paradas da equipa) Ninguém tem este tipo de liberdade em nenhuma equipa. Tem Messi, mas ilusoriamente. Porquê? Porque Messi joga sempre para a equipa. Até nas jogadas individuais joga para a equipa. Sabe onde estão todos, define a finta (para onde, de que forma) em função do posicionamento dos colegas. Ronaldo joga quase sempre para si.
Isto leva-nos a oura questão: a da liderança. Se estiver errado corrijam-me, mas o Ronaldo é o primeiro capitão que me lembro de o ser sem que detenha o maior número de internacionalizações. Ou seja, até a regra dos capitães foi alterada em função do menino.
E daqui saltamos para a questão da liderança. Estou certo que as declarações do Deco e do Ronaldo não te passam ao lado, dada a tua preferência clubística. Certamente te lembras da fase final do Donuts em Alvalade, certamente te recordas o que jogadores nucleares do plantel então afirmaram.
Entretanto volto a Simão. Lamento, já que tanto se fala sobre possíveis desentendimentos com Ronaldo, que não tenha dado um grito no relvado. Tantas vezes foi filmado a corrigir a equipa, a pedir que subisse ou baixasse perante o posicionamento da equipa, faltou que "contestasse" Ronaldo, agarrando na batuta da equipa. Isso desilude-me e por isso direi que não esteve bem, mesmo que tenha cumprido tacticamente, preenchido bem os espaços defensivos e ajudado muito o Fábio Coentrão. Mas não soube, ou não quis, ser líder e não esteve bem com a bola nos pés.
O texto já vai longo, pelo que apresento as minhas desculpas, e acabo dizendo que, apesar de tudo, em função das expectativas que tinha, não acho que Portugal tenha feito um mau Mundial (como não achei grave termos caído diante da Alemanha em 2008). Afinal de contas esta é a equipa dos Ricardos Costas, dos Hugos Almeidas, dos Dannys!!! Bem sei que Portugal é perito na criação de hypes, mas este Danny é algo que escapa à minha compreensão futebolística.
N.T. a 30 de Junho de 2010 às 00:09
Professor uma merda. Até a Suíça sabe ganhar. Meu Deus é tempo de mudar a merda da FPF Só lá estão gameleiros.
jose a 30 de Junho de 2010 às 00:31
O meu homem do jogo seria Eduardo. Calou muita gente, gente onde me incluo.
N.T. a 30 de Junho de 2010 às 01:07
Só quero que me expliques como é que Simão pode dar um grito no relvado e pedir a braçaderia ao Ronaldo? Que queres mais que faça o mais experiente e certinho jogador da selecção portuguesa? O único que entende o é jogar para a equipa DEFENDENDO E ATACANDO sem SE PREOCUPAR COM EXIBIÇÕES INDIVIDUAIS?

São injustas as críticas ao Grande Capitão SIMÃO porque ele, apesar dos 78 jogos desta época, conseguiu ser dos que NÃO ENTERROU. E ainda marcou o golo do início da goleada.

Alguém tem de lhe dar a braçadeira. Não é ele que a pede!....
José Dinis a 30 de Junho de 2010 às 01:45
Já não falava na braçadeira.
O grito, a contestação, seria assumir a sua experiência, agarrar na bola e conduzir a equipa. Se Ronaldo não estava para aí virado, se Deco estava no banco, que Simão não se escondesse atrás do estatuto do CR. Simples.
N.T. a 30 de Junho de 2010 às 02:11
uma analise muito detalhada tirando k o vermelho ñ era vermelho e k o cr7 precisava de uma tactica mais ofenciva do k e kela k fomos para o jogo como um real madrid. Temos uma boa defeza porque ñ criar um bom ataque e ter tudo a defesa? uma pena
cesar a 30 de Junho de 2010 às 00:48
Parabéns PPV, excelente texto.
Esperei ansioazamente por esta tua opinião. Um dia tropecei no teu blog por causa de um link num blog do benfica que pertence a um dos autores deste blog. cheguei a comentar lá e não tive muito sucesso.
Não sei se te lembras mas o DEUS era português e o Queirós era o maior e quem não gostava dele era porque tinha azia porque DEUS farta-se de marcar ao benfica e todos os treinadores da FPF eram do sporting. por essas alturas cheguei a dar me ao trabalho de responder mas foi em vão. O teu entusiasmo chegou ao ponto de concluires que quem não queria a selecção treinada pelo sr. Professor ou era ridiculo ou era benfiquista. Vibraste com uma qualificação que foi embaraçosa e a muito custa numa bosnia. regozijaste.te por ver DEUS (naturalizado aos 32 anos sem sentido nenhum como tanta gente disse) e continuaste a publicar louvores á equipa da fpf. Toda a gente pode ir ver isto no teu blog para ver que nao estou a inventar.
quando descobri estes (excelente)blog reparei que que tu estavas cá num texto qualquer do chile em que o matias dava gozo ver jogar (ontem foi titular mas isso ja nao tera dado gozo) e como conhecia de ler as orientaçoes de , pelo menos, 3 blogers de aqui, vi logo que tu eras o homem de DEUS e Professor.
diz-me, PPV, como tens a destinta lata de numa noite escreveres tudo como se não tivesses nada a ver com isto? Nao apoiaste tudo até aqui? O que fez DEUZ neste Mundial?! Com que facilidade passas tu de um lado para o outro da barreira, pobre alma.
são gajos como tu que fazem deste país a comedia que é. uma derrota e la se esquece o Queiros, as azias vermelhas, os golos do DEUS tudo. Rasga-se de um lado ao outro e lava.se as maos como pilatos. nada tens a ver com isto.
Adorava que o texto fosse escrito por algum dos outros membros que assumiram a tempo e horas as suas selecções , aposto que nao seriam tão dramaticos e criticos como tu. és banal, PPV.
Para terminar, PPV, agora que a tua selecção voltou para donde nunca devia ter saido podes fazer o favor de te dedicares ao teu cantinho onde, tal como aqui, num dia elogias tudo, e na primeira derrota arrasas tudinho.
és assim desde que lia o FSons (ja voltou?) e só tens piorado.

Ah, e PPV é para estar de acordo com a tua finissima ironia CCQ. só que tu és um Palhaço PV.
abraço desportista, ou saudações desportivas como um dia me mandaste, PPV
Anónimo a 30 de Junho de 2010 às 00:55
Ainda ontem discutia com um outro editor da jabulani sobre a clubite, e realmente cá está ela aqui bem explicada. Pormenores à parte devo dizer-te que essa discussão que falas e está escrita era relacionada com a Selecção e os adeptos do benfica, e na altura eu assumi algo, erradamente, que o JG e bem fez questão de responder e eu até coloquei no meu blogue como o assumir do meu erro. Ainda hoje mantenho algumas coisas disso e que não vale a pena continuar a discutir.

Quanto ao Seleccionador eu comecei por dizer que criticar agora é fácil. Simples.

Vibrei com a qualificação? Pá, mas tu conheces-me para saber alguma coisa disso?

Lá estás tu com a clubite a referir-te ao Matias, e palpita-me que és o anónimo do outro dia que já tinha feito essa acusação,
e que nem viu que a primeira referência a clubes neste blogue foi de um adepto benfiquista. O homem de DEUS sim, e sabes como começou essa coisa? Não sabes pois não? Então informa-te primeiro e perceberás que isso faz parte da rivalidade
que mantenho, saudável, com o JG por causa do Cardozo.

Eu não passei a barreira, apoiei a selecção, vibrei dentro do possível, mas tenho o direito a criticar e achar que o que está escrito
são críticas principalmente de jogo, e daí a expressão CCQ. Ao contrário de ti, anonimanente, cais no insulto gratuito.

Os outros críticos assumiram outras selecções e fizeram muito bem, eu assumi a minha e escrevi sobre a minha, da mesma
forma que não fiquei iludido com os 7 zero, ontem escrevi o que se passou no jogo. Apenas e só.

Quanto à saída do Queirós, é simples, se não atinge os níveis mínimos exigidos deveria pedir a demissão.

Nunca elogio tudo, nem nunca critico tudo, simplesmente vou dando a minha opinião. Uns gostam, outros não. Segue o jogo.
Pedro,
não te conheço mas fiquei curioso com algumas coisas ditas atrás e , se me permites, na resposta conseguiste dar um festival de contradições. concordo que a tua critica é gratuita e igual há de dezenas de opinadores que andaram a defender o Queiróz meses e meses e numa noite "matam-no" como se nunca o tivessem apoiado. Isso é não ter ponta de coerência e parece-me que esse foi o teu forte. Mandaste abaixo com argumentos fáceis baratos. Só falta agora vires anunciar o próximo seleccionador. esperemos.

Pikachu
Anónimo a 30 de Junho de 2010 às 09:47
"daí a expressão CCQ. Ao contrário de ti, anonimanente, cais no insulto gratuito."

Não sei o que é anonimaNente mas sei que se me chamares CAGÃO vou me sentir insultado e não criticado. Essa postura é de um nível assinalavel!
Faltou a classe ao Jabulani na hora da critica. A mesma que falta ao professor há anos e anos.

anonimanente: Ricardo Luz (portugalnomundial)
Anónimo a 30 de Junho de 2010 às 09:52
Ricardo,

Percebia-se que era um erro de dactilografia, mas tudo bem. Quando ao resto, cagão = medricas, acho que não é um insulto ao nível do que pretendes colocar.
Pedro Varela a 30 de Junho de 2010 às 13:09
Henry passou ao lado de 2010, quanto mais do Mundial. Nem sequer e assunto.
MS a 30 de Junho de 2010 às 00:56
Tirar Cristiano Ronaldo por Nuno Gomes
nunomontanha a 30 de Junho de 2010 às 01:16
Este Pedro Varela é um provocador parvo que representa bem o que é o povo da bola!
Que direito tem esta besta de criticar os jogadores que estiveram presentes neste Mundial fazendo alusões mentirosas sobre Danny, Hugo Almeida ou Simão (que foi aumentar a sua conta bancária com cheeseburger, etc) mas não se lembra quem marcou a mior parte dos golos que levou Portugal ao Mundial!!!
São estes espertalhaços que têm a mania que sabem tudo sobre futebol que criam este ambiente de cortar à faca onde nada está bem! Por acaso o Ricardo Costa fez alguma coisa para levar vermelho? Percebes alguma coisa de bola?
Já agora aproveita a mudança sugere o CQ para presidente e vai tu para treinador oh «Special tree»! (Tree de cepo, bem entendido...).
José Dinis a 30 de Junho de 2010 às 01:33
A nível de provocações estás tu a dar um belo exemplo. Parabéns pela elevação.
N.T. a 30 de Junho de 2010 às 02:13

Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
fantasy league jabulani
fantasy league jabulani (clica na imagem)

Jabulani Fantasy League

Código - 361892-84570

arquivos
2010
pesquisar neste blog
 
Jabulani Blog

Divulga também a tua página
últ. comentários
o craque do jogo foi o cavani
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Agora que o Mundial de futebol terminou, importa r...
Não sendo propriamente um criativo de futebol, que...
Sr. Gonçalo Sousa, você não foi para aqui chamado....
Se vais pelo número de jogos não podes por o Coent...
Isto é incrível.Qualquer merda hoje em dia tem um ...
Calça meia grossa, Ribeiro
Posts mais comentados
blogs SAPO