Sábado, 05 DE Junho 2010

Espanha


Uma das principais favoritas ao título mundial, a actual campeã europeia fez uma qualificação irrepreensível, vencendo todos os jogos disputados e atingindo a marca dos 2,8 golos por jogo (média apenas superada pela Inglaterra). É uma equipa fortíssima em todos os aspectos. Se Fernando Torres aparecer na sua melhor forma, apresentará umas das mais temíveis duplas atacantes do Mundo. No miolo não há espaço para juntar Xavi, Alonso, Iniesta e Fabregás no 11, motivo mais que suficiente para que os seleccionadores presentes (mesmo Dunga e Capello) se roam de inveja. Na defesa conta com um Piqué em progressiva afirmação e que terá sido a grande figura defensiva da temporada europeia. Sobra ainda aquele que será o trio mais forte de guarda-redes da competição. Serão estes argumentos suficientes para quebrar a malapata dos quartos de final? É que a Fúria Espanhola só derrubou essa barreira numa ocasião. E já lá vão 60 anos...


Homem chave: Xavi Hernández- O melhor jogador do Euro 08 voltou a fazer uma época fantástica no Barcelona. Na sombra do génio de Messi, é Xavi quem coordena todo o futebol 'culé'. Na selecção as coisas não são muito diferentes e é na sua capacidade de liderança, sentido táctico e qualidade de passe que assentará o possível sucesso dos nossos vizinhos.

Suiça

Segunda presença consecutiva em Mundiais, nona no total, é comandada pelo alemão Ottmar Hitzfeld, que fez grande parte da sua carreira como futebolista na Suiça. A inexperiência das Honduras e a juventude do Chile garantem boas perspectivas de passagem aos oitavos de final, mas dificilmente terão capacidade para repetir os quartos de final alcançados em 1934, 1938 e 1954. A sua força reside no meio-campo, onde pontificam o "italiano" Inler, o "francês" Gelson Fernandes, o "britânico" Behrami e o "germânico" Tranquilo Barnetta, mas a coesão defensiva do bloco que actua à frente do nosso conhecido Diego Benaglio é igualmente importante. O ataque estará entregue a Nkufo e ao experiente Alexandre Frei, ambos com 5 golos no apuramento.

Homem chave: Tranquillo Barnetta- O jogador do Bayer Leverkusen é o típico dinamizador do futebol pelas alas, que garante profundidade ofensiva a qualquer equipa. Procura a linha para servir os avançados, mas também pode ser perigoso nas diagonais.

Honduras

Tal como a Nova Zelândia, estreou-se em Espanha e faz agora a sua segunda participação na fase final do Mundial. Em 1982 arrancou dois empates. Curiosamente, um deles obtido frente ao anfitrião, que volta agora a cruzar-se com os 'catrachos'. As Honduras, que poderá ser uma das poucas selecções a surgir na África do Sul com uma táctica de 3 centrais,  apresenta um colectivo equilibrado, mas é no meio-campo e no ataque que se encontram os seus principais destaques. Amado Guvera, de 34 anos, 133 internacionalizações, enverga a braçadeira e lidera a equipa no relvado, auxiliado na cobertura defensiva por Wilson Palacios, figura em destaque no apuramento do Tottenham para as competições europeias. No ataque, apesar do brilho mediático de Suazo, é Carlos Pavon quem se destaca, forçando o ex-benfiquista a recuar no terreno e a servir o ponta de lança em vez de ser ele o servido. E os adeptos ainda choram a ausência, por lesão, de Carlos Costly. Só Pavon marcou mais golos que ele durante o apuramento.

Homem chave: Carlos Pavón- É o melhor marcador de sempre na selecção e já passou 2 vezes pela Europa, mas sem grandes resultados. Primeiro em Espanha, no Saragoça, depois em Itália, na Udinese e Nápoles, marcou um único golo em 29 jogos que se dividem por 3 épocas. Nas Honduras a história é outra e o jogador que, com outro sucesso, também já passou pelos campeonatos mexicano e norte-americano, é o ídolo dos jovens locais. No Real España, da cidade de San Pedro Sula, marcou 19 golos na última época.

Chile

O Chile foi a grande surpresa da qualificação da CONMEBOL, terminado em 2º com os mesmos pontos do Paraguai e o máximo goleador do apuramento: Humberto Suazo, que deverá falha os primeiros jogos da competição devido a um estiramento muscular. Com Claudio Maldonado fora dos planos de Marcelo Bielsa, é Matias Fernandéz quem no relvado lidera uma equipa irreverente pela sua juventude e de pendor nitidamente ofensivo. O sportinguista é bem acompanhado nas alas pela velocidade do extremo Mark González e pelo virtuosismo e poder de explosão de Alexis Sanchez. Regressam aos Mundiais após duas edições de ausência. O Chile, como anfitrião, classificou-se na terceira posição em 1962.

Homem chave: Humberto Suazo- Figura chave no apuramento, actuou em todas as partidas e marcou 10 golos. Menos influente no seu clube, ainda assim disputou metade dos jogos do Saragoça na Liga Espanhola, terminando a época com uma marca interessante: 1 golo a cada 3 jogos. A lesão sofrida a escassos dias do início da competição é a principal dor de cabeça para Marcelo Bielsa.

Opinião

No grupo de onde sairá o possível adversário de Portugal nos oitavos de final, a Espanha é a clara favorita. As Honduras não deverão ter capacidade para ombrear com Chile e Suiça, que entre si deverão disputar a segunda vaga de acesso. Aposto claramente na maior experiência dos europeus.

publicado por N.T. às 22:37

A FIFA já determinou os árbitros para os primeiros jogos do Mundial. O destaque vai para o jogo de abertura entre a África do Sul e o México, que será apitado pelo uzbeque Ravshan Irmatov. Em 2008, Irmatov, arbitrou a final entre o Manchester United e o LDU Quito na final da Taça das Confederações sendo considerado o melhor árbitro asiático. Agora a sua estreia em mundiais é recompensada com o jogo de abertura.

Para o jogo de Portugal-Costa do Marfim, na estreia da nossa selecção, o escolhido foi Jorge Larrionda do Uruguai. Olegário Benquerença, único árbitro português presente no mundial irá apitar o Japão-Camarões.

publicado por Pedro Varela às 19:47

A selecção argelina venceu, este sábado, a congénere dos Emirados Árabes Unidos, por 1-0, em mais um particular de preparação para o Mundial.
Ziani, aos 51 minutos, de grande penalidade, marcou o golo que valeu a vitória da Argélia sobre os Emirados Árabes Unidos.
A selecção argelina faz parte do Grupo C e vão ter como adversários a Inglaterra, Eslovénia e EUA.

publicado por J.G. às 19:40

ITÁLIA

A Itália chega a solo africano com a missão de defender o título e o difícil objectivo de igualar o penta do Brasil, pois nunca uma selecção europeia venceu fora do seu continente.
Apesar de muito criticado, pela excessiva rotação de jogadores no apuramento (37 utilizados em 10 jogos), mas também pelos péssimos resultados na Taça das Confederações e pelo desprezo por jogadores como Luca Toni e António Cassano, Marcelo Lippi garantiu a conquista do grupo sem qualquer derrota e a squadra azurra integra o habitual lote de favoritos. É que desde 1974 que a Itália não falha a passagem à segunda fase da competição e, desde então, ficou entre os 4 primeiros classificados em 5 ocasiões.
No entanto, apesar da presença de jogadores como Buffon, Cannavaro ou Chiellini, a habitual solidez defensiva italiana esbarra num score de 11-9 nos últimos 10 jogos. No ataque, agora sem Toni, Totti e Del Piero, depositam-se esperanças em Gillardino, que apesar de ter apenas disputado 5 jogos do apuramento (4 a titular), foi o melhor marcador dos italianos com 4 golos.

Jogador chave: Daniele de Rossi - Num equipa em que as principais referências se foram ou se encontram em notória quebra, o jogador da Roma pode assumir posição de destaque na squadra azurra. Futebol de régua e esquadro, mas sem nunca esconder o músculo, e um remate que faz mossa pela potência e colocação, são características mais que suficientes para liderar a equipa italiana. Fez uma segunda metade de época fantástica ao serviço da Roma e volta a ser um nome em destaque na anual especulação do defeso.


PARAGUAI

O Paraguai chega ao Mundial com a fama de melhor futebol da CONMEBOL. Liderou a fase de qualificação durante muito tempo, acabou por terminar a 1 escasso ponto do Brasil, com os mesmos pontos do Chile, com quem partilha também o maior número de vitórias: 10 em 18 jogos. Ainda assim estamos perante uma das grandes dúvidas da competição, já que se apresenta sem o avançado Cabanas, totalista e melhor marcador da equipa no apuramento. Para o seu lugar poderá entrar Óscar Cardozo, cuja adequação ao modelo de jogo normalmente apresentado pelos paraguaios é uma incógnita. Mas a chamada de Lucas Barrios pode confirmar o estatuto de suplente do benfiquista. O objectivo do Paraguai é superar o seu melhor registo e chegar aos quartos de final.

Jogador chave: Edgar Barreto - Acaba de regressar à acção depois de em Março ter sido operado ao joelho direito. O médio que actua em Itália seria a âncora da equipa, mas uma época recheada de lesões lança dúvidas sobre a sua utilização. Será uma grande perda para a selecção paraguaia caso não consiga atingir a forma ideal para integrar o 11.


Nova Zelândia

A Nova Zelândia procura ainda o primeiro ponto nesta segunda aparição em fases finais do Campeonato do Mundo. Pouco se sabe sobre esta selecção para lá da sua alcunha de "all-whites", em contraponto aos "all-blacks" do rugby e pela mesmíssima razão: a cor do equipamento. Talvez nesta ausência de conhecimento sobre a sua realidade futebolística possa residir a sua principal arma, se esquecermos que a grande maioria dos jogadores actua no país de origem, onde existe um único clube profissional. Há, inclusivamente, dois seleccionados sem clube. É orientada por Ricky Herbert, que esteve como jogador no Espanha 82 e foi o 1º neo-zelandês a jogar na Europa. Algo que só 7 dos seus jogadores compreenderão. Os heróis são Rory Fallon, que marcou o golo do apuramento a 1 minuto do fim da partida, e Mark Paston, que nesse mesmo jogo defendeu uma grande penalidade.

Jogador chave: Shane Smeltz - Considerado, em diversas ocasiões, o melhor jogador do campeonato australiano, sagrou-se este ano o melhor marcador desse campeonato, título a que junta a eleição de Jogador do Ano na Oceania. Foi o melhor marcador da Nova Zelândia no apuramento e é o principal candidato a repetir os êxitos de Steve Wooddin e Steve Summer em 82.

Eslováquia

A Eslováquia estreia-se no Mundial sob o comando de Vladmir Weiss, o homem que levou o Artmedia à Liga dos Campeões, e é uma equipa a ter em conta. O seu historial é curto, mas ascendente. Foi quarta classificada no seu grupo de apuramento para o França 98, terceira para o Coreia/Japão e segunda no caminho para a Alemanha, tendo sido travada pela Espanha no playoff. Faz o jogo de estreia contra aquela que é considerada a equipa mais fraca do torneio e pode retirar dividendos dessa situação. O seu trunfo reside num meio-campo operário e o instinto do avançado Stanislav Sestak não deve ser menosprezado. Os conhecidos Marek Mintal e Vratislav Gresko não estarão na África do Sul.

Homem chave: Marek Hamsik - É a gazua do meio-campo eslovaco e tanto pode quebrar a defesa adversária com uma assistência perfeita para o avançado, como surpreender o guarda-redes com um tiro colocado. Prefere receber a bola no espaço ofensivo, mas não se escusa a recuar para pegar no jogo. E sabe impor o físico, não se esquivando ao trabalho defensivo. É essencial em toda a manobra do futebol eslovaco.

 

 

Opinião

 

Itália e Paraguai partilham uma filosofia futebolística similar, onde o rigor defensivo é arma essencial para atingir os objectivos. Não são, no entanto, equipas que desprezem a bola. São as favoritas a seguir em frente, apesar da Eslováquia ter capacidade para surpreender e encaminhar qualquer uma das selecções rumo ao aeroporto mais próximo. Acredito que será uma luta a três, mas coloco a fichas na tradição da Itália e na estratégia paraguaia.

publicado por N.T. às 19:06

O internacional esloveno Martin Skrtel, do Liverpool, contraiu uma lesão no tornozelo durante o particular, deste sábado, frente à Costa Rica e teve de ser hospitalizado.

A lesão aconteceu aos 13 minutos e o jogador teve de ser imediatamente substituído Depois, foi transportado para uma unidade hospitalar, onde fez exames para saber a extensão do problema no tornozelo. Os resultados ainda não foram divulgados.

publicado por J.G. às 18:37

Os amigáveis não estão a correr nada bem para alguns jogadores. Têm sido várias as lesões em jogadores importantes para o mundial, e hoje a lista conheceu mais um nome que parece em dúvida. Arjen Robben lesionou-se durante a partida em que a Holanda venceu por 6-1 a Hungria. Para já ainda não são conhecidos os resultados de exames médicos, aliás, amanhã será o dia que Robben vai saber da sua sorte para o mundial. Entretanto o médico da selecção holandesa já confirmou que a lesão não está relacionada com história recente de lesões de Robben.

 

Vídeo da lesão de Robben

publicado por Pedro Varela às 17:09

Demorou 1 ano e alguns meses, 1.500 trabalhadores a preparar o Maracanã para o maior evento mundial de futebol. Tudo estava preparado no Rio Janeiro, no Brasil para consagrar a selecção canarinha como a potência Nº1 diante dos seus torcedores. O dia 24 de Junho de 1950 marcou o início do Mundial de 50 e com uma vitória contundente do Brasil por 4-0 sobre o México.

O empate com a Suíça e a vitória por 2-0 sobre a Jugoslávia, garantiu ao Brasil a presença da única final four dos Mundiais. Foram 3 selecções (Uruguai, Suécia e Espanha) que lutaram para evitar o que parecia inevitável desde o primeiro dia deste mundial, Brasil Campeão.

O jogo decisivo foi a 16 de Julho de 1950. O Brasil jogava com o Uruguai no Maracanã com perto de 200.000 espectadores. À selecção brasileira apenas era necessário o empate, o Uruguai precisava da vitória para se sagrar campeão do mundo.

Aos 36 minutos de jogo da segunda parte, quando os nervos estavam à flor da pele, os adeptos brasileiros temiam o pior. Temiam o que iria acontecer, Ghiggia marcou o golo da vitória do Uruguai.

Esse dia será para sempre recordado como "o dia em que o Brasil chorou"!

 

 

publicado por Pedro Varela às 14:01

Nelspruit é a capital da província de Mpumalanga, Mbombela é o estádio do seu contentamento, e o significado "muita gente junta num espaço pequeno". Situado fora da cidade, perto de 7 km, construído de raíz e considerado um dos melhores espaços desportivos a este de Joanesburgo. Com capacidade para 43.500 espectadores, foi desenvolvido para receber o Mundial mas também eventos como Atletismo e Críquete. O design do estádio é inspirado no Parque National Kruger, devido à proximidade, e é também uma homenagem.

Factos Curiosos:

- O estádio está preparado para Râguebi (100x70m) e Futebol (105x68m);

- Equipas visitantes e adeptos vão poder experenciar safaris, devido à proximidade do Kruger Park, onde se podem encontrar os 5 Grandes de África: Leão, Leopardo, Rinoceronte, Búfalo e Elefante;

Os Jogos do Mundial:

- 4 jogos da fase de grupos;

Equipas que vão pisar o relvado:

Honduras, Chile, Itália, Nova Zelândia, Austrália, Sérvia, Coreia do Norte e Costa do Marfim;

publicado por Pedro Varela às 13:21
tags:

O mundial está a começar muito mal para os jogadores do Chelsea, e a mais recente vítima é Obi Mikel. O jogador estava na lista dos 23 convocados para o mundial pela selecção da Nigéria, e esperava-se que a cirurgia ao joelho fosse suficiente para o recuperar para o mundial. No entanto, e já anunciado esta manhã, Obi Mikel vai ficar fora do mundial. São já 4, os jogadores do Chelsea com problemas para a competição de futebol mais importante de selecções. Ballack (Alemanha), Essien (Gana), Drogba (Costa do Marfim e agora Obi Mikel (Nigéria).

publicado por Pedro Varela às 11:24

Começam a surgir notícias que apontam para o facto de Didier Drogba poder jogar contra Portugal no dia 15 de Junho. Pessoalmente, e quem ama o futebol e em particular os mundiais só pode ficar contente com essa notícia. Drogba é a estrela da companhia Costa Marfinense, é um dos melhores jogadores do mundo, é daqueles que todos pretendem ver ao mais alto nível numa competição como esta.

Obviamente que para Portugal o trabalho até poderia ser mais facilitado com a falta que o jogador faz à sua selecção, mas quando não se tem medo de nada e os objectivos estão bem definidos na cabeça dos jogadores, até contra 14 é possível vencer!

Ontem as notícias que alarmaram o mundo futebolístico, poderão ter sido de certa forma boatos lançados estrategicamente. Sua edição de hoje, o L'Equipe afirma mesmo que a cirurgia e a recuperação do jogador pode ser feita em 10 dias, mesmo a tempo do Portugal-Costa do Marfim no próximo dia 15 de Junho.

Independentemente de tudo, faço votos para que Didier Drogba recupere, defronte Portugal durante os 90 minutos e perca o jogo!

publicado por Pedro Varela às 10:54

Estádio Ellis Park ou Coca Cola Park Stadium como também é conhecido. Foi o palco da final, comemorações de abertura e fecho da Taça das Confederações. A renovação do estádio aconteceu nas bancadas, na criação de zonas VIP para o mundial, assim como estruturas para a comunicação social e cuidados médicos. São 5 pisos para estacionamento automóvel que podem acomodar perto de 1.200 carros e a sua capacidade foi aumentada em quase 5.000 adeptos passando agora a ser um estádio para 62.000 adeptos fervorosos do mundial.

Factos curiosos:

- O Ellis Park Stadium é a casa de um dos mais conhecidos clubes de África do Sul, os Orlando Pirates;

- Foi neste estádio que milhares de Africanos viram a sua Selecção de Raguêbi ser campeã do mundo em 1995;

- Em 1987 o Ellis Park Stadium entrou para a bolsa de valores;

Os jogos do Mundial:

- 7 jogos no total;

- 5 da fase de grupos;

- 1 dos oitavos de final;

- 1 dos quartos de final;

Equipas que vão pisar o relvado:

Nigéria, Brasil, Coreia do Norte, Eslovénia, EUA, Espanha, Honduras, Itália e Eslováquia

publicado por Pedro Varela às 10:23
tags:

Os Noisia são um trio normalmente conotado com a face techstep/neurofunk do Drum n' Bass. Originários de Groningen, possuem uma base de apoio invejável mas ganharam notoriedade e reconhecimento públicos aquando das remisturas para Moby do tema Alice e Omen para os Prodigy. O seu álbum de estreia, Split The Atom, conta com colaborações e remisturas de Amon Tobin, Foreign Beggars, Ed Rush & Optical, Spor ou 16bit. Estiveram hoje em Lisboa e terão rodado esta colaboração com Mayhem e o rapper KRS-One num vídeo de Alexander Lehmann.

 

 

publicado por Spinafro às 01:55

O mundial está mesmo prestes a iniciar-se, mas ainda há tempo para alguns jogos amigáveis. Assim sendo, aqui fica a lista do amigáveis que ainda pode assistir e quem sabe ver algumas surpresas tal como aconteceu com a China a vencer a França por 1-0.

 

Sábado, 5 Junho

Holanda - Hungria
Austrália - EUA
África do Sul - Dinamarca
Gana - Letónia
Argélia - EAU
Roménia - Honduras
Eslováquia - Costa Rica
Sérvia - Camarões
Suiça - Itália

Domingo, 6 Junho

Nigéria - Coreia do Norte

Segunda, 7 de Junho

Tanzânia - Brasil

Terça, 8 de Junho

Portugal - Moçambique
Espanha - Polónia

Quarta,  9 de Junho

Chile - Nova Zelândia

publicado por Pedro Varela às 01:44
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
fantasy league jabulani
fantasy league jabulani (clica na imagem)

Jabulani Fantasy League

Código - 361892-84570

arquivos
2010
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Jabulani Blog

Divulga também a tua página
últ. comentários
28/06/2018 - Olá boa tarde . Pois gostaria de lhe ...
o craque do jogo foi o cavani
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Agora que o Mundial de futebol terminou, importa r...
Não sendo propriamente um criativo de futebol, que...
Sr. Gonçalo Sousa, você não foi para aqui chamado....
Se vais pelo número de jogos não podes por o Coent...
Isto é incrível.Qualquer merda hoje em dia tem um ...
Posts mais comentados
blogs SAPO