Quinta-feira, 17 DE Junho 2010

Há um Deus do futebol, não sei de onde, não se conhece a sua origem, mas que disse "Não irás marcar nem vencer e tudo irás perder" e foi no dia 18 de Novembro de 2009 prevendo o mundial francês. A mão de Henry estava amaldiçoada. A França ainda não marcou neste mundial, e vão 180 minutos. A França está a caminho de ser eliminada do Mundial. A França está quase a dar-me uma alegria enorme com o regresso de Domenech a casa. Há pouco Benzema já tinha telefonado ao seleccionador francês a agradecer a oportunidade de não participar nesta humilhação.

Aproveito também para fazer mea culpa em relação a este grupo, porque eu prognostiquei a passagem dos "bleus" à fase seguinte.

Mas a França não perde só jogo desta noite, toda a sua participação neste mundial é um erro de casting, não jogaram absolutamente nada, e na partida de hoje na primeira parte apenas 1 remate com perigo à baliza mexicana por Malouda. Não se percebe muito bem como pôde Domenech ver os acontecimentos surreais da partida e deixar por exemplo, Henry e Gourcuff no banco. E Benzema em férias.

O México que tinha realizado uma partida algo titubeante na primeira jornada, hoje mostrou que está no bom caminho para a fase seguinte, e que apesar de ter empatado com a África do Sul a equipa está personalizada, a subir de rendimento, pronta para lutar pelo primeiro lugar do grupo num duelo com o Uruguai, também num bom momento. A segunda parte é de alta qualidade, primeiro com as sucessivas oportunidades de ataque e consequente possibilidade de golo, depois com óptimas exibições de Hernandez, o autor do golo e homem do jogo e novo reforço do United, Blanco o autor do segundo golo de grande penalidade, Rafael MArques e a assistência preciosa e minutos antes o remate a avisar que o golo estava próximo.

Mas volto a Domenech...a sério, não me digam que não vos dá algum gozo ver este treinador a fazer as malas? O finalista da última edição do mundial está quase a caminho de casa e para ser perfeito esperemos por mais 90 minutos azuis em branco. Foi a primeira vitória do México ante a França em 7 jogos.

A última jornada vai ter um escaldante México diante do Uruguai onde, provavelmente, podemos ter 90 minutos de puro aborrecimento pois o empate qualifica ambos. E nem que a França vença a selecção anfitriã, o mais longe que irá em África será o aeroporto para seguir caminho para casa!

Homem do Jogo: Javier Hernandez

publicado por Pedro Varela às 21:48
editado por J.G. em 18/06/2010 às 11:37

Se forem devoradores de TODOS os jogos de Mundial como nós somos de certeza que já passaram por aquela pergunta fatal: "O quê, também queres ver o jogo entre estes dois?!" Pode ser qualquer pessoa a falar de qualquer jogo que não meta nenhum favorito nem o nosso país. Da próxima vez que tiverem de justificar respondam: "SIM! Quero ver mesmo todos os jogos! Olha, quem diria que o jogo mais emocionante do Mundial até seria o Grécia-Nigéria?!"

E se o leitor já está a torcer o nariz pelo facto de falarmos de um jogo em que entra Grécia não se deixe iludir. É que hoje os rapazes de Otto Rehhagel tiveram mesmo que fazer pela vida como já vamos ver.

Minuto 14 da segunda parte (facilitando a vida a quem gravou o jogo) empate a 1 e Nigéria com menos um homem em campo por expulsão de Kaita. Bola na área africana mau alivio de Yobo deixa a jabulani à mercê de Karagounis que enche o pé e vê o golo negado pelo super guarda redes Victor Enyeama! Ainda os gregos choravam a perdida e já Obasi estava no outro lado a conduzir um contra ataque que isolou Ayegbeni em posição perfeita para fazer o golo mas Tsorvas respondeu com uma enorme defesa embora incompleta que deixou a bola pronta para Obasi brilhar... O avançado nigeriano não esteve à altura do momento e rematou para fora! Foi o melhor minuto de todo o Mundial.

Para trás tinha ficado uma primeira parte que começou equilibrada mas que rapidamente ficou a favor dos nigerianos que marcaram num daqueles livres tão tensos para área que sem ninguém tocar a bola entra. Aconteceu aos 16' por Kalu Uche.

Nesta altura a Grécia tinha 14 golos sofridos em Mundiais e zero marcados. Por isso tiveram que largar aquela irritante postura defensiva para tentarem evitar mais uma eliminação.  A tarefa estava complicada e parecia que a Grécia ia para o intervalo a perder até que Sani Kaita assinou o suicídio nigeriano com uma tentativa de agressão a um adversário que lhe valeu a expulsão tão justa quanto estúpida.

Os helénicos ganharam nova vida, saiu Papastathopoulos, um defesa, e entrou o ofensivo Samaras e acreditaram no golo que apareceu por Dimitrios Salpingidis antes do intervalo.

A 2ª parte fica bem retratada no tal minuto 14 com muita emoção e alguma sorte os gregos venceram com um golo de Torosidis muito ingrato para o guarda redes nigeriano, mesmo assim o melhor em campo para a FIFA, que não defendeu à primeira um remate aparentemente fácil de Tziolis e na recarga surgiu o golo grego.

Apesar de tudo nada está perdido para a Nigéria, uma vitória sobre a Coreia e triunfo da Argentina sobre a Grécia vale passagem.

 

Melhor em Campo:1 Vincent ENYEAMA

 

 

publicado por J.G. às 19:05

 

 

Quem tem Messi tem tudo. Podem vir todos os críticos apontar as fragilidades defensivas da Argentina, insinuar (falsamente) uma fraca liderança no banco, mas a verdade é que os Mundiais jogam-se muito nos detalhes. E uma selecção com Messi será sempre uma forte candidata ao Mundial. Em tom de brincadeira poderíamos dizer que Messi é o melhor defesa da Argentina. Afinal de contas, são as suas acções que compensam, atiram até para segundo plano, o que de mau se passa lá atrás.

Os coreanos foram dignos oponentes e, injustamente goleados, mostraram que são os mais sérios candidatos a acompanhar a alvi-celeste no apuramento para os oitavos de final. A equipa reagiu muito bem à traição do seu ponta de lança e acabou por sofrer um golo quando menos se esperava. E a Argentina voltou a demonstrar o seu imenso poderio nos lances de bola parada (alô críticos de Maradona). Podiam ter desaparecido do jogo nessa altura, mas mantiveram a alma em campo. Os deuses da sorte lá terão pensado na injustiça que haviam criado e de alguma forma intervieram na capacidade cerebral de Demichelis.

Na segunda parte prosseguiu o show de Messi, embora lá atrás se continuasse a sofrer com as investidas asiáticas. Em determinado momento a Argentina pareceu ceder, mas não havia forma dos sul-coreanos acertarem na baliza. E o velho cliché do “quem não marca sofre” encontrou, em quatro minutos, a confirmação no génio de Messi e no sentido posicional de Higuaín, a garantir o primeiro hat-trick da competição.

 

HOMEM DO JOGO: 10 Lionel MESSI

 

publicado por N.T. às 14:55
19 15:00 Mangaung / Bloemfontein Grécia Grécia
Nigéria Nigéria
20 12:30 Johanesburgo - JSC Argentina Argentina
Coreia do Sul Coreia do Sul
18 19:30 Polokwane França França
México México
publicado por J.G. às 10:39
Junho 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
fantasy league jabulani
fantasy league jabulani (clica na imagem)

Jabulani Fantasy League

Código - 361892-84570

arquivos
2010
subscrever feeds
pesquisar neste blog
 
Jabulani Blog

Divulga também a tua página
últ. comentários
28/06/2018 - Olá boa tarde . Pois gostaria de lhe ...
o craque do jogo foi o cavani
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Olá pessoal! Estou aqui para trazer a vocês a gran...
Agora que o Mundial de futebol terminou, importa r...
Não sendo propriamente um criativo de futebol, que...
Sr. Gonçalo Sousa, você não foi para aqui chamado....
Se vais pelo número de jogos não podes por o Coent...
Isto é incrível.Qualquer merda hoje em dia tem um ...
Posts mais comentados
blogs SAPO