Holanda - Dinamarca:
Um ataque explosivo com Van Persie, Robben(?) e Kuyt frente a uma defesa gélida. Será que o calor do inverno Sul Africano ajudará a equipa pirotécnica laranja? De um lado o tridente laranja irá dar água pela barba a Agger e companhia. Do outro, Brentdner poderá ter vantagem sobre a defesa holandesa que por incrível que pareça, aparece neste mundial sem um central de elevada estatura. Resumindo, no centro do terreno estará a chave para o sucesso de uma e de outra equipa. Neste contexto, penso que a forma de Van Bommel será decisiva, a não ser que hajam surpresas...

Japão - Camarões:
Ao contrário de muitos, eu penso que os Japoneses têm apresentado bom futebol. É óbvio que lhes falta acertar as exibições com os resultados. Mais importante talvez, será pedir aos seus centrais que não façam auto-golos, não é Tanaka? ;P Comparando com os Camarões, o Japão é mais equipa, embora tenha de afinar melhor o jogo no último terço de terreno. Contudo, gosto muito da forma como o seu meio-campo troca a bola. Quanto à equipa de Paul Le Guen, penso que o 4-3-3 (4-2-3-1) não se adequa ao tipo de jogadores que tem ao seu dispôr. Disso tem reflectido a selecção africana já desde a CAN 2010 em Angola. Etoo está a ser muito mal aproveitado a meu ver. No entanto, estas semanas de preparação podem ter sido fundamentais. Vamos ver...

Itália - Paraguai:
Os "experts" da defesa contra a nova potência atacante mundial. Se calhar é exagerado o que acabei de escrever, contudo, se formos a ver bem, não andará muito longe da realidade. A defesa italiana fala por si. Cannavaro é o capitão do penta azzuri. Junta-se agora ao seu parceiro da Juventus, o central canhoto Chiellini. Formam juntos com o "Gigi" Buffon o núcleo duro defensivo da "squadra azzura". Mais do que a experiência e do entrosamento adquirido apenas com muitos jogos juntos, este trio apresenta valor acrescentado pelas diferenças que cada elementos tem e que complementam uns aos outros. A minha dúvida é que estes não andam em muito boa forma, pelo menos olhando para as exibições dos jogos de preparação. Mas, Itália é a Itália... Do lado guarani, outrora conhecidos como das melhores (se não mesmo a melhor) defesa sul-americana, têm neste mundial um poder de fogo de fazer inveja a muitas selecções. Óscar Cardozo e Roque Santa Cruz, funcionam como avançados referência para a equipa. Podem inclusivé jogarem juntos. No entanto, a opção recai quase sempre por um destes fazer dupla com outro avançado mais móvel, como são os casos de Valdez e Barrios. Durante a qualificação, também utilizaram outras duplas, estas constituídas por avançados móveis, em que o Cabãnas foi dos que mais se destacaram. De quaquer maneira, penso que o Paraguai soube colmatar esta importante ausência. Em suma, penso que será um jogo interessante e se houver golos, poderemos assistir a um grande espectáculo.
''PP'' a 14 de Junho de 2010 às 11:00
bons lançamentos de jogos, PP!
J.G. a 14 de Junho de 2010 às 11:19
Obrigado! E já agora gostava de dar os parabéns por esta iniciativa da "Jabu". Sempre dá para irmos desabafando e soltar o treinador que há dentro de nós.

;D
PP a 14 de Junho de 2010 às 12:08