as entrada da "novas tecnologias no desporto" (expressão cujo miolo é vácuo) são discussões para lavar e durar. e digo-o com infelicidade. a única coisa que pretendi foi assumir uma posição, a minha posição. os túneis? não, estamos a falar da mudança para um futebol que poderá deixar de o ser. deixa de ser igual em todo mundo, elemento essencial para a sua divulgação global, torna-o em alguns meandros elitista e não acrescenta nada. e depois, há tanta desinformação. imagine-se, diz-se à toa que é FIFA a responsável pela alteração de regras o que equivale por dizer que o International Board não serve para coisa nenhuma. eu digo, ainda bem que o IB existe!
Infelizmente não vi o jogo Argentina-Mexico.

Spinafro, com todo o respeito que me mereces:
"assumo aqui a minha falta de paciência para delírios justiceiros e desiguais que transformariam o futebol numa outra coisa qualquer. Erro grosseiro, siga a marcha."

Isso, elevar o erro e justificá-lo com a condição inalterável de que faz parte do jogo não será legitimar a mediocridade? Olha houvw um erro grosseiro. "-Sa fo*a". Pardon my mexican.

Regra geral, comentadores, árbitros e respectivos dirigentes - contra a tecnologia no futebol
Jogadores, ex-jogadores, treinadores, ex-treinadores, no fundo quem vive na pele ou já viveu na pele as consequências deste tipo de erros, a favor da tecnologia.

Posto isto, nem disse que o IB serve para coisa nenhuma, nem creio ter jamais dito aqui alguma coisa à toa. Re-interpreta como deve ser o que eu escrevi.
joe a 27 de Junho de 2010 às 23:31
Não elevei coisa nenhuma, enunciei factos. Em relação ao IB, não foi por ti nem por ninguém em particular que o chamei à conversa.
Melhor, enunciei factos e exprimi uma opinião. Várias aliás, o texto todo.
Spinafro a 27 de Junho de 2010 às 23:36